Dicas e utilidades

Índice glicêmico

O índice glicêmico (IG) vai de 0 a 100 e indica o nível de variação de açúcar no sangue ao consumir tal carboidrato. Quanto maior o número, maior o pico de açúcar no sangue, maior a necessidade de insulina e menos tempo a pessoa se sente saciada. Quanto menor o número, menor o pico de açúcar no sangue, menor a necessidade de insulina e mais tempo a pessoa se sente saciada.

Carboidratos complexos = IG menor que 55

Carboidratos simples (em geral refinados) = IG maior que 55

Carboidratos de BAIXO IG ajudam na longevidade, reduzindo o risco de desenvolver diabetes tipo 2 e também reduzindo os riscos de doenças cardíacas. Além disso, é um dos fatores chave para perder e manter o peso adequado por um longo período, sem aquelas ocorrências de efeito sanfona. Estudos científicos mostram também que dietas com alimentos de baixo IG podem reduzir significativamente os níveis de colesterol total e colesterol LDL, independentemente da perda de peso.

O IG de um alimento é medido à partir de uma amostragem de 10 pessoas saudáveis que ingerem uma porção de 50g daquele carboidrato e o nível de açúcar no sangue de cada uma delas é medido durante 2 horas após a ingestão do alimento. Num outro momento essas mesmas 10 pessoas saudáveis ingerem 50g do açúcar glucose, que é o alimento referência do IG e novamente o nível de açúcar no sangue de cada uma delas é registrado durante 2 horas após a ingestão do alimento. Por último divide-se os dados registrados de cada pessoa do alimento que está sendo avaliado pelos dados da ingestão do açúcar referência. O valor final é a média dos valores dessas 10 pessoas.

Todos os alimentos que não contém carboidratos como carne, peixe, ovos, abacate e a maioria dos vegetais não tem um IG associado.

Os carboidratos bons (baixo IG) são essenciais ao nosso organismo! São eles que nos fornecem energia e ajudam a nos manter saudáveis. O ponto é saber escolher quais são os carbos mais adequados e adicionar/substituir na alimentação, sempre buscando reduzir e eliminar os carboidratos de alto IG do dia a dia.

Na Austrália eles tem um programa desde 2002 que ajuda os consumidores a identificar facilmente o IG dos alimentos. É um símbolo na embalagem que mostra que o IG daquele alimento foi testado em laboratório credenciado com base nos padrões internacionais. Legal, né?!

Seguindo a linha do equilíbrio, nós consumimos doces, chocolate, carboidratos de alto IG e definitivamente qualquer tipo de alimento. Nós somos do tipo “o que tiver na mesa a gente come”, vamos na casa de amigos e familiares e sempre comemos de tudo sem mimimi, saimos para comer fora e não ficamos só na salada, vamos viajar e gostamos de experimentar de tudo. E amamos isso! Sempre serei grata aos meus pais por terem me ensinado a comer de tudo sem frescuras e espero poder passar a mesma lição aos meus filhos. O fato é que sempre que consumimos os carbos de alto IG é um extra, é às vezes, em algumas ocasiões, pois 80% das vezes estamos atentos com o que consumimos e dentro do que consideramos saudável. E hoje em dia não é nenhuma dificuldade manter a linha, preparamos em casa refeições super saborosas e super nutritivas. É o estilo que adotamos pra gente. Cada um precisa desenvolver uma forma de cuidar da saúde e se alimentar de verdade. Dizem que o melhor remédio é o alimento e eu acho que é super verdade! Quem concorda?

Anúncios
Dicas e utilidades

Borra de café como esfoliante

Sabe aquele pó que fica no coador depois de passar o café?! Então, aproveite-o. Ele é super valioso para a nossa pele 🙂

Fiz 2 testes: usei no rosto e nas pernas e super amei o resultado! Principalmente do rosto. Eu nunca tinha sentido o meu rosto tão lisinho com nenhum outro produto antes!

Para o rosto eu peguei a borra do café e misturei na mão mesmo com um sabonete líquido de rosto. Espalhei no rosto seco fazendo movimentos circulares e após alguns minutos lavei com água. Dica: faça isso no box do banheiro, porque cai um pouco do pó no chão, daí depois é fácil escorrer com a água. Na primeira lavada já vai dar pra notar uma diferença enorme na pele. Fiz isso por 5 dias seguidos num primeiro momento e agora vou continuar 1 vez por semana. Porque também ficar esfoliando todos os dias é muita coisa.

Para as pernas eu misturei o pó de café com um creme hidratante e passei também em movimentos circulares. Depois lavei normalmente com água e sabonete. Fiz por 5 dias seguidos e vou também dar um espaço de 1 semana para não agredir a pele.

Por enquanto estou amando o resultado! Natural, barato, fácil e funciona super bem 🙂

Receitas

Os pseudônimos do açúcar

O açúcar é muitas vezes fantasiado de outros nomes nos rótulos dos alimentos para confundir o consumidor e hoje vou organizar aqui todos os pseudônimos que pesquisei, li e encontrei até agora.

Na minha modesta opinião isso é uma sem vergonhice sem tamanho das indústrias alimentícias. Mas não vamos falar sobre isso agora. Por hoje vamos aprender os nomes que já vai ser um caminhão! Isso tudo não é por questões de emagrecimento, mas sim de saúde! Meu maior foco em buscar informações sobre alimentação e nutrição é saúde e qualidade de vida, o restante é consequência.

Bom, então vamos lá para os mais de 30 nomes:

  1. Refinado
  2. Cristal
  3. Demerara
  4. Mascavo
  5. Orgânico: só significa que a cana foi cultivada sem agrotóxicos, mas todas as químicas para produzir o açúcar estão ali.
  6. Sacarose
  7. Frutose
  8. Lactose
  9. Glicose
  10. Glucose
  11. Xarope de milho
  12. Xarope de malte
  13. Xarope de cana
  14. Xarope de alfarroba
  15. Xarope de arroz
  16. Nectar de agave
  17. Açúcar de confeiteiro
  18. Açúcar invertido
  19. Açúcar de beterraba
  20. Açúcar de côco
  21. Melaço
  22. Rapadura
  23. Stevia
  24. Xilitol
  25. Mel
  26. Maple
  27. Dextrano
  28. Galactose
  29. Maltose
  30. Dextrina
  31. Caramelo: açúcar ou xarope aquecidos até ficar castanho, usado como aromatizante ou colorante para alimentos ou bebidas
  32. Maltodextrina: o mais venenoso e largamente utilizado na indústria alimentícia. Tem altíssimo índice glicêmico, ou seja, é metabolizado de forma rápida causando picos de insulina no organismo e trazendo como resultado ganho de peso e diabetes.O índice glicêmico da maltodextrina é 130! Sim! Cento e trinta. Contra 68 do açúcar refinado, que já não é o melhor amigo da saúde. Mas como a maltodextrina não pode ser chamada de açúcar, a indústria manda ver neles sem dó nem piedade.
  33. Dextrose: a forma mais simples do açúcar e também causa picos de insulina no sangue.

Eu não quero causar nenhum tipo de pânico ou medo. Só quero esclarecer uma coisa que considero crucial na busca pela saúde. Sou sempre adepta e apoio totalmente o equilíbrio sem extremismos de banir totalmente algum alimento, mas com relação ao açúcar estou cada vez mais convencida que menos é mais. Menos açúcar é mais qualidade de vida e saúde! Menos não significa zero, mas sim uma redução drástica 🙂

Coloquei em negrito todos os que eu tento evitar ao máximo. Logo a gente volta com mais episódios sobre o açúcar, que dá assunto para dias 🙂