Congelamento de alimentos #1

alimentos-congelados-243x300Olá Pessoal!! Tudo bem??

O post que está sempre entre os mais lidos do blog é o “Creme de Leite pode ser congelado?“, que escrevi quando testei congelar um risoto que tinha creme de leite e ao descongelar, o risoto estava em ótimo estado, saboroso com a cor normalíssima. Diferente do conhecimento comum de que não se pode congelar nenhum tipo de comida que leve creme de leite no preparo. Depois disso eu comecei a fazer meus próprios testes no congelador e buscar informações sobre isso, assim fui melhorando na técnica de congelar e descongelar alimentos 🙂

Recebi aqui no blog sugestões e perguntas sobre o tema congelamento (Obrigada!), então reuni algumas informações e resgatei uns registros pra compartilhar com vocês o que aprendi. Espero muito que vocês gostem e principalmente que possa ajudá-los de alguma forma!!

É um negocião congelar alimentos prontos. Isso reduz a 5 minutos o preparo do almoço ou jantar num dia mais corrido!! Ao contrário, congelar alimentos crus vai só tornar prático ter o alimento em casa ao invés de precisar ir ao mercado. Mas honestamente, não resolve lá muitas coisas. Quando passei a ter mais alimentos prontos no congelador do que alimentos a serem preparados, a praticidade foi beeeem maior aqui em casa e tenho priorizado bastante o espaço do congelador para comidinhas prontas. #ficaadica

Bom, vamos começar falando do arroz? É um alimento prático, básico e dá para ilustrar bem algumas informações de congelamento, inclusive que podem ser aproveitadas para outros tipos de alimentos.

Como preferimos consumir o arroz integral em casa e ele é mais demorado para preparar do que o arroz branco, sempre preparo 2 xícaras e congelo uma. Assim sempre tem arroz pronto para acompanhar qualquer prato.

Dica #1: congele o arroz em porções que você e sua família possam consumir em no máximo 2 dias após descongelar. Isso vale para qualquer tipo de alimento. Congele em porções para evitar o despedício e descongele quantas precisar depois. Não tem como pegar uma porção de um alimento congelado a menos que você descongele tudo. E depois de descongelado não pode mais voltar a congelar. A única exceção é quando o alimento está cru, daí passa por algum método de cocção e então sim, poderá ser congelado novamente. Caso o alimento tenha sido congelado pronto, como o caso do nosso arroz aqui, uma vez só de descongelamento e consumo em 2 dias é permitido, digamos assim. Exemplo que pode congelar duas vezes: peixe cru congelado, é descongelado, assado e depois pode ser congelado novamente. Isso porque foi assado. Caso contrário não poderia voltar ao congelador novamente estando cru.

Dica #2: coloque uma etiqueta na embalagem do alimento identificando o que é e a data do preparo. Eu mantenho um rolo de fita crepe + caneta na cozinha especialmente para esse fim. Corto um pedacinho de fita crepe, colo na embalagem e escrevo por exemplo: “Arroz integral 30/09/2015”. Quando é carne eu coloco também a quantidade: “350g Carne moída 30/09/2015”. Assim fica bem fácil ver o que tem em cada potinho, ao invés de ficar com a porta do congelador aberta tentando decifrar o que tem de opção dentro. Porque o alimento congelado não tem a mesma carinha fácil de bater o olho e saber qual alimento está dentro do potinho. Eu já cheguei a descongelar alimentos pra saber o que era e ter que consumir depois, porque não tinha nada anotado e não dava para saber o que era. Mantenha algum tipo de etiqueta na cozinha para este fim, pouco lhe custa e muito lhe rende.

Dica #3: não precisa esperar o alimento esfriar para levar ao congelador. Quanto mais tempo o alimento ficar submetido à temperatura ambiente, mais chance de contaminação. Assim, o alimento deve ser embalado e levado ao congelador ainda quente. No caso do arroz, a gente termina de almoçar e eu já congelo a parte a mais que fiz para congelar. O choque térmico faz com que a água dos alimentos se transformem em micro cristais de gelo, que é o que mantém a consistência, a cor e o sabor do alimento. Quanto mais rápido um alimento é congelado, melhor ele mantém as características e melhor ele é preservado. A temperatura de um congelador sempre deve ser menor que -18ºC.

Dica #4: uma boa ideia é fazer um tempero mais suave na comida que será congelada, porque as partículas de água do alimento congelam e o tempero fica todo concentrado, acentuando assim o sabor do tempero no alimento. Ao descongelar dá para corrigir o sal se precisar. Mas não se assuste com isso, no caso da comida que você acabou de fazer, temperou normalmente, sobrou um pouco e sabe que não vai dar conta de comer, pode congelar do jeito que está. Vai dar certo depois e sua comida descongelada estará deliciosa. O tempero vai acentuar um pouco sim, mas vai dar para comer tranquilamente depois, a não ser que tenha ficado muito carregado de tempero no preparo. Em resumo, o tempero acentua, mas não se multiplica exageradamente.

Dica #5: a melhor embalagem para congelar é aquela que o material aguenta altas temperaturas e é do tamanho das porções que você precisa congelar. Já testei congelar os alimentos naqueles saquinhos de plástico que a gente compra de rolo e servem para congelamento, já experimentei congelar no papel alumínio, no papel filme, em potinhos de porcelana e em potinhos de plástico. Por fim, o que achei que funcionou melhor pra mim foram os potinhos de plástico. Coloco qualquer tipo de alimento nos potinhos e quando preciso descongelar rápido consigo facilmente molhar o pote por fora, empurrar levemente o fundo do potinho, soltar a comida num prato ou outro refratário de vidro e levar ao microondas. Os potinhos de porcelana também são boas pedidas, mas ainda fico com os de plástico pela facilidade na hora do descongelamento. Aqui em casa só tenho potinhos de plástico “BPA Free” (livre daquele componente prejudicial à saúde chamado “Bisfenol A”). Esses potinhos podem ir ao congelador, microondas e máquina de lavar louças. Só no microondas que eu nunca coloco nenhum tipo de pote de plástico, mesmo sendo o BPA free, sempre prefiro um refratário de vidro mesmo. E por fim, o vidro no congelador. É o material mais indicado para baixas e altas temperaturas. É preciso tomar cuidado ao congelar líquidos em vidros, porque o líquido congelado se expande, podendo estourar a embalagem. Outras consistências de alimentos são mais tranquilas. Porém, contudo, entretanto, todavida, deixando um espaço disponível para o conteúdo líquido se expandir, o vidro se torna seguro para congelamento.

Bom, acho que por hoje é isso… Gostaram?? Na próxima vou escrever sobre as frutas que a gente costuma congelar em casa e assim vamos aprendendo juntos, tá bão? 🙂 Se quiserem saber alguma informação específica ou tiverem alguma dúvida, me enviem através dos comentários aqui embaixo, do formulário de contato do blog ou através do e-mail contato@toucaaventalecolherdepau.com!! Sempre será um prazer ajudar e responder! Se eu não souber a resposta, vou procurar informações com quem sabe 🙂

Um beijo e tenham todos um ótimo dia!!

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s